Mestrado: Atividades didáticas observacionais com telescópios operados remotamente

Data: 
14/03/2017 - 10:00
Local: 
Sala 15 do IAG (Rua do Matão, 1226, Cidade Universitária)


Defesa de dissertação de mestrado
Aluno: Messias Fidêncio Neto
Programa: Mestrado Profissional em Ensino de Astronomia
Título: Atividades didáticas observacionais com telescópios operados  remotamente

Comissão julgadora
1) Prof. Dr. Ramachrisna Teixeira - IAG/USP
2) Profa. Dra. Vera Jatenco Silva Pereira - IAG/USP
3) Prof. Dr. João Batista Garcia Canalle - UERJ/Rio de Janeiro-RJ
 
 
Resumo
A utilização de tecnologias modernas na educação tem sido altamente recomendada por muitos autores e mesmo na Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional (LDB) e nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Os telescópios operáveis remotamente se encaixam perfeitamente nessa visão e trazem a Astronomia para o ambiente escolar de uma forma diferente da usual introduzindo a observação de maneira análoga àquela praticada pelos cientistas e abrindo um leque muito grande de possibilidades educacionais.
É notório o crescente interesse e procura por observações remotas do céu com telescópios. Essas podem ainda, aumentar e se tornar mais atraentes e eficientes, desde que as circunstâncias de observação e desenvolvimento de atividades sejam mais favoráveis e propícias. 
Esse trabalho de mestrado, surgiu nesse contexto e visa suprir uma das deficiências que pudemos sentir durante nosso trabalho no projeto Telescópios na Escola (TnE), Buscamos aqui, propor atividades observacionais tanto astrométricas quanto fotométricas que permitam ao mesmo tempo, ensinar Astronomia e Ciências de maneira geral, alterar a rotina de sala de aula, atrair a atenção e o interesse dos alunos para o uso de uma nova tecnologia, ensinar a manipular e explorar dados observacionais, e, sentir como a Astronomia vem sendo construída há muitos séculos. 
Esse trabalho consiste também na execução detalhada das atividades propostas, de forma a auxiliar professores e alunos a suplantar as dificuldades inerentes ao trabalho observacional além daquelas associadas à falta de experiência. As observações necessárias foram realizadas com o telescópio Argus do Observatório Abrahão de Moraes, IAG-USP, Valinhos, enquanto que no tratamento das imagens utilizamos o programa SALSAJ disponível gratuitamente na internet, 
Com base nessas observações e nos resultados obtidos, concebemos um caderno de atividades, esboço apresentado no apêndice dessa dissertação, que deverá servir tanto como um guia na escolha de atividades e de objetos alvos quanto na sua execução. Além disso, poderá se tornar em ponto de partida para a compreensão de muitos conceitos básicos de Astronomia envolvidos com as atividades.
A seguir apresentamos em detalhes a contextualização e as diversas etapas deste trabalho de mestrado.
 
Palavras-chave: telescópios, ensino de astronomia, fotometria, astrometria, tratamento de imagens.