Mestrado: Guia para o ensino de Astrobiologia na Amazônia: contextualizações para a educação básica

Data: 
11/05/2018 - 14:00
Local: 
Sala 15 do IAG (Rua do Matão, 1226, Cidade Universitária)


Defesa de dissertação de mestrado
Aluno: Lizangela Maria Almeida da Silva
Programa: Mestrado Profissional em Ensino de Astronomia
Título: Guia para o ensino de Astrobiologia na Amazônia: contextualizações para a educação básica

Comissão julgadora
1) Prof. Dr. Amâncio Cesar Santos Friaça –MPEA-IAG/USP
2) Prof. Dr. Eduardo Janot Pacheco – AGA-IAG/UP
3) Profa. Dra. Laura Paulucci Marinho – CCNH-UFABC/Santo André-SP
 
Resumo
Este trabalho apresenta como proposta a produção de um Guia para o ensino de Astrobiologia na Amazônia, com foco na contextualização, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade que podem ocorrer entre o ensino de ciências, a Astrobiologia e a vivência e conhecimento da Região Amazônica. O presente projeto procurou enfrentar dois problemas que surgiram durante a sua execução: a falta de tempo dos professores para planejamento de propostas de aulas e atividades interdisciplinares e transdisciplinares; a fragmentação da formação científica dos professores. Assim, na produção deste Guia, utilizou-se como suporte teórico a Teoria da Transposição Didática para interligar o conhecimento proveniente da pesquisa em Astrobiologia às situações na sala de aula. Empregou-se também o recurso dos mapas conceituais para apresentar diferentes possibilidades de identificação do conteúdo astrobiológico com os conteúdos de ensino do professor. O Guia foi organizado em tópicos de ensino de ciências inspirados nos eixos de pesquisa em Astrobiologia desenvolvidos conjuntamente com os professores que fizeram parte deste trabalho. Ao final, os professores conseguiram identificar possibilidades de aplicação dos temas de Astrobiologia em suas aulas, conectando e ampliando os assuntos abordados em diversas disciplinas. Criou-se um ambiente de aprendizagem interdisciplinar e transdisciplinar entre os professores de diferentes áreas, confirmando o papel da Astrobiologia como integradora de conhecimentos. Espera-se que o Guia, e seus subprodutos, a Rede de Ensino de Astrobiologia Pará e a Feira de Ciências (com a inclusão da Astrobiologia) representem uma contribuição significativa a um empreendimento educacional de grande alcance para formar cidadãos com maior compreensão do mundo em que vivemos e uma consciência mais clara de suas responsabilidades.
 
Palavras-Chave: Astrobiologia, Ensino de Ciências, Contextualização, Transposição Didática, Interdisciplinaridade, Transdisciplinaridade, Amazônia