Mestrado: Climatologia do jato subtropical na América do Sul

Data: 
02/03/2017 - 09:00
Local: 
Sala 15 do IAG (Rua do Matão, 1226, Cidade Universitária)


Defesa de dissertação de mestrado
Aluno: Diego Fernando Rodriguez Zimmermann
Programa: Meteorologia
Título: Climatologia do jato subtropical na América do Sul

Comissão julgadora
1) Profa. Dra. Rita Yuri Ynoue
2) Prof. Dr. Gustavo Carlos Juan Escobar –CPTEC-INPE/Cachoeira Paulista-SP 
3) Profa. Dra. Maria Elisa Siqueira Silva - FFLCH/USP
 
 
Resumo
O jato subtropical (JS) é analisado durante um período de 30 anos (1979-2008) para o hemisfério sul na vizinhança da América do Sul, entre 100° e 30°W e 10° e 40°S, utilizando dados de reanálise do ERA-INTERIM com uma resolução de 0,5º de longitude x 0,5º de latitude. Para estabelecer critérios para a posição do JS, comparações manuais diárias (12 UTC) foram feitas para janeiro e julho de 2014. O JS é identificado em serviços operacionais usando a carta de 250 hPa onde a velocidade do vento é de pelo menos 30m.s-1 e a temperatura potencial entre 330 e 340 K. Usando esses limites, os resultados objetivos foram muito semelhantes aos JS identificados pelos meteorologistas do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC). No entanto, quando sobrepostas sobre imagens de satélite de vapor de água estes critérios não conseguiram distinguir o JS do jato polar (JP) quando ambos estavam acoplados. Finalmente, o método adotado para este estudo consistiu em uma inspeção visual diária (12 UTC) do perfil vertical da velocidade do vento horizontal e temperatura potencial entre 100 e 400 hPa. Para identificar adequadamente o núcleo do JS, foram consideradas a altitude, localização, temperatura e forma, resultando na identificação da latitude JS para cada 10° de longitude na área de estudo. O JS obtido por este método não só mostrou ser consistente quando comparado com imagens de satélite de vapor de água, mas também mostrou um fluxo adequado ao longo dos dias de cada mês, reproduzindo a variação sazonal de intensidade e movimento em direção ao Equador. Após a obtenção da posição diária de JS no período de 30 anos estudado, obtivemos uma climatologia mensal. O JS varia de 16 °- 35 °S, 330 K e 40 m.s-1, durante o verão, a 18° - 29 °S, 340 K e 60 m.s-1, durante o inverno. Por fim, verificou-se que durante os eventos ENSO o comportamento do JS foi diferente em meses específicos, mas, em geral, eventos de "La Niña" (LN) enfraquecem o JS, mais pronunciadamente durante o inverno, e eventos "El Niño" intensificam o JS, especialmente durante o verão.