Bolsas para Intercâmbio

 

(1) Reitoria USP

(2) Programa Ciência sem Fronteiras

(3) Programa de Bolsas Santander

(4) FAPESP

 

(1)  Reitoria

Criado pela Portaria GR-5.436, de 21.12.2011, o Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para os alunos de graduação da Universidade de São Paulo oferece bolsas para que os alunos de graduação tenham a oportunidade de estudar no exterior. As bolsas estão distribuídas em duas modalidades: Mérito Acadêmico e Empreendedorismo.

A bolsa ‘Mérito Acadêmico’ têm por objetivo proporcionar formação e experiência acadêmica internacional aos seus alunos por intermédio da realização de cursos ou programas de pesquisa em Instituições estrangeiras de reconhecida qualidade. A bolsa tem duração de dois a seis meses, podendo a duração máxima ser estendida para até 18 meses, no caso de programas de Duplo Diploma.

Os Editais de bolsa na modalidade Mérito Acadêmico são lançados anualmente por dois períodos, em abril e outubro, e podem ser encontrados na área pública do Sistema Mundus: https://uspdigital.usp.br/mundus/editalintercambiopublicoListar?nivpbcavo=G&codmnu=2070 (não é necessário fazer login para consultar ou se inscrever nos editais).

A bolsa 'Empreendedorismo' tem por objetivo proporcionar aos estudantes de graduação da USP oportunidades de treinamento no exterior, visando estimular o desenvolvimento da inovação tecnológica e do empreendedorismo. 
A Agencia USP de Inovação é responsável pelo processo seletivo. Mais informações podem ser encontradas no site: http://inovacao.usp.br/empreendedorismo/bolsa-empreendedorismo/

As Instituições de Ensino Superior de destino devem ser preferencialmente aquelas classificadas entre as primeiras 350 colocações em um dos Rankings Acadêmicos Internacionais (QS, THE, Shanghai Jiao Tong University) e ter convênio de cooperação acadêmica vigente com a USP ou com o IAG. Outras Instituições de destino (inclusive não formalmente acadêmicas, tais como Centros de Pesquisa Tecnológica, Incubadoras de Empresas, Organizações Internacionais, Museus, Orquestras, Teatros, etc.) poderão ser propostas, desde que devidamente justificadas.

 

(2)  CsF

Ciência sem Fronteiras (CsF) é um programa do Governo Federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O Programa contempla algumas áreas prioritárias que envolvem ciências biológicas, exatas e tecnológicas. Sendo assim, os alunos dos três cursos de graduação do IAG podem se candidatar a uma bolsa deste programa.

O estudante interessado em participar do programa Ciência sem Fronteiras deverá:

1.   Acompanhar a abertura de chamadas públicas e respeitar rigorosamente as condições e prazos estabelecidos em cada chamada;

2.   Efetuar a inscrição no site do Programa Ciência sem Fronteiras;

3.   Efetuar inscrição no sistema Mundus dentro do período de inscrições da chamada.

Importante: Todas as inscrições passarão por avaliação, de acordo com os critérios estabelecidos em edital, pelo IAG e pela AUCANI e, após homologação na USP, serão avaliadas pela Diretoria Executiva do CsF. Portanto, alunos inscritos no CsF que não tiverem suas respectivas inscrições no Sistema Mundus terão suas candidaturas indeferidas automaticamente, não cabendo recurso neste caso.

Para maiores informações acesse: http://www.cienciasemfronteiras.gov.br

 

(3)  Santander

O Banco Santander dispõe de diversos programas de intercâmbio com bolsa de estudo para que alunos realizem estudos em universidades pelo mundo com as quais a empresa possui convênio. As bolsas de estudo concedidas são para intercâmbio de três semanas até um semestre para estudantes de graduação e pós-graduação aprofundarem seus conhecimentos e vivenciarem outras práticas culturais.

Confira abaixo algumas informações sobre os principais programas de bolsas Santander:

1. Bolsas Luso-Brasileiras

Uma das frentes da mobilidade internacional é o Programa de Bolsas Luso-Brasileiras, que estimula a cooperação entre Brasil e Portugal. São bolsas de estudo de um semestre para estudantes de graduação. Lançado em 2007 na comemoração dos 150 anos do Santander, o programa fortalece os laços de cooperação entre os países ibero-americanos, estreitando relações bilaterais.

2. Bolsas Ibero-Americanas

Lançado em 2011, o Programa de Bolsas Ibero-Americanas, é uma iniciativa com cinco anos de duração (de 2011 a 2015) que incentiva e promove a mobilidade de estudantes de graduação entre universidades de 10 países da região da Ibero-América: Brasil, Argentina, Espanha, Chile, Colômbia, México, Peru, Portugal, Porto Rico e Uruguai. O Programa tem como principais objetivos fortalecer a internacionalização da atividade acadêmica, criar novas frentes de colaboração, reciprocidade, fortalecer o intercâmbio bilateral além de estreitar o relacionamento entre universidades dos países ibero-americanos por meio da construção de um espaço de conhecimento socialmente responsável.

3. Bolsas Fórmula Santander

Lançado em 2010, o Programa Fórmula Santander é uma das iniciativas de mobilidade internacional que beneficia 300 estudantes universitários do Brasil, Espanha e Reino Unido, com o objetivo de promover o intercâmbio de pessoas, culturas e conhecimentos, além de fomentar a pesquisa, a tecnologia e a internacionalização da atividade acadêmica.

Voltado para estudantes de graduação e de pós-graduação, o Fórmula Santander envolve universidades brasileiras, espanholas e britânicas. São 100 bolsas de estudos para cada um dos três países, tendo como prioridade beneficiar alunos que apresentem desempenho acadêmico destacado, condições socioeconômicas desfavoráveis e bons conhecimentos de outros idiomas.

Pelo período de até seis meses, os universitários brasileiros poderão vivenciar um intercâmbio cultural em uma das mais de 1020 universidades conveniadas ao Santander Universidades em todo o mundo. O valor total da bolsa é equivalente a cinco mil euros.

4. Programa Top China

O Programa TOP CHINA é uma Iniciativa pioneira do Santander Universidades lançada em 2009 que promove o intercâmbio entre Brasil e China para o debate de temas de interesse global. A cada ano o Programa amplia seu impacto na sociedade, beneficiando alunos e professores. Permite intercâmbio de três semanas na China.

5. Programa Top España

O Programa TOP ESPAÑA lançado em 2010, oferece bolsas de estudos na Universidad de Salamanca para aprimorar a formação acadêmica de alunos e professores. A iniciativa promove o intercâmbio cultural, além de contribuir com a capacitação de universitários e docentes para o mercado de trabalho. Os contemplados terão a oportunidade de realizar curso de cultura e língua espanhola com a duração de três semanas.

Os alunos interessados em concorrer a alguma Bolsa Santander devem acompanhar a abertura dos editais e se inscrever tanto no site do Santander Universidades como no Sistema Mundus, da USP.

(4)  FAPESP

Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE)

A FAPESP apoia a realização de estágios de pesquisa no exterior por bolsistas da FAPESP de Iniciação Científica, por um período máximo de 4 meses. O estágio de pesquisa no exterior é obrigatoriamente parte integrante de bolsa de pesquisa regular no país, não podendo ser solicitado independentemente.

Existe uma série de condições e requisitos que o aluno interessado deve cumprir para poder usufruir desta bolsa.

Para saber mais acesse: http://www.fapesp.br/bolsas/bepe/