Pós-Graduação em Geofísica

 

 

 

 

 

O Programa de Pós-Graduação em Geofísica (PG) do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP) é um dos mais tradicionais na área de Geociências do país. Em 2019, o PG-USP completou 45 anos de existência, tendo titulado ao longo desse período mais de 300 mestres e doutores.

A grande diversidade temática do Programa, abrangendo todas as áreas da Geofísica, aliada à excelente infraestrutura computacional e laboratorial e à forte interação dos grupos de pesquisa do Programa com outros grupos do Brasil e do exterior, propiciam ao pós-graduando um excelente ambiente acadêmico para o desenvolvimento de seu trabalho de pesquisa.

O PG-USP sempre se destacou pela qualidade da pesquisa de alunos e orientadores, reconhecida no Brasil e no exterior. Nos últimos anos, alunos do programa foram agraciados com o Prêmio CAPES de teses na área de Geociências (2008 e 2011) ou com Menção Honrosa na mesma premiação (2006, 2012 e 2013), Prêmio de teses da USP (2011) e Menção Honrosa na USP (2014), Prêmio Garcia-Sineriz (2012) para Melhor Tese em Países Ibéricos. Os trabalhos oriundos de teses e dissertações foram igualmente premiados em eventos científicos internacionais (American Geophysical Union, IAGA, Latinmag) ou escolhidos como destaque em editorias científicas importantes (Elsevier, Nature Magazine, American Geophysical Union).

A qualidade da pesquisa traz doutorandos do exterior para complementação da sua pesquisa no IAG-USP, através de programas de co-tutela. Desde 2013 dois doutorandos do exterior (França e Austrália) obtiveram a dupla titulação. A maioria dos nossos alunos de doutorado, e alguns de mestrado, fazem estágio no exterior (EUA, França, Inglaterra, Austrália etc.).

Ao longo de décadas, a sólida formação dos nossos doutores resultou em nucleação de grupos de Geofísica em várias universidades nacionais. Dos egressos rastreados desde 2000, 80% atuam na área acadêmica. O Programa tem destaque na formação científica nacional e internacional, com egressos atuando em importantes universidades e institutos de pesquisa nacionais. Também, há considerável número de egressos atuando em instituições estrangeiras.