Aglomerados de galáxias como portais para o universo escuro

O objeto de estudo deste projeto de pesquisa são os aglomerados de galáxias. Por sua posição
privilegiada no topo do processo de formação hierárquica das estruturas do Universo, aglomerados
ocupam uma intersecção entre a astrofísica e a cosmologia observacional. Por um lado esses
objetos retém em sua quantidade e distribuição informações sobre o Universo que os formou,
incluindo a energia escura. Por outro, por conta de sua natureza quase fechada, atuam como
laboratórios cósmicos onde é possível estudar propriedades da matéria escura e sua interações
consigo mesmo e com a matéria bariônica. Por essas razões aglomerados podem ser vistos como
portais para o universo escuro.O estudo de aglomerados de galáxias requer, por sua complexidade,
o uso de várias técnicas e observações em vários comprimentos de onda. Neste projeto é dada uma
ênfase maior a observações ópticas e à técnica de lentes gravitacionais, que são cruciais para
medidas da massa total desses objetos e de sua distribuição.
 
Eduardo Serra Cypriano
Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São
Paulo (IAG-USP)
Departamento de Astronomia