Aperfeiçoando bibliotecas estelares para a síntese de populações estelares

Bibliotecas de espectros estelares são ferramentas fundamentais para o estudo de
populações estelares. Apesar do avanço significativo atingido por bibliotecas recentes, ainda há
muito a ser feito para que estas sejam capazes de gerar modelos que consigam reproduzir os
espectros das populações estelares de galáxias reais. Bibliotecas teóricas são particularmente
interessantes para modelos de populações estelares, já que é impossível reproduzir o espectro de
galáxias que possuem histórias químicas que diferem da nossa vizinhança solar apenas com o
espectro de estrelas observadas. Por outro lado, espectros estelares teóricos ainda são bastante
imprecisos. Uma das principais dificuldades ao gerar espectros estelares teóricos é a lista de linhas
atômicas e moleculares utilizadas. Poucos dos parâmetros das linhas dessa lista foram medidos
em laboratório, e por esta razão, a maioria destes é muito incerta. Propomos neste trabalho um
método inovador para calibrar listas de linhas atômicas - ALiCCE (do ingês Atomic Lines Calibration
using the Cross-Enthropy algorithm). Este método permite a calibração de linhas atômicas de forma
robusta e eficiente. A lista de linhas aperfeiçoadas dessa forma poderá ser utilizada para gerar
espectros estelares teóricos com precisão incomparável.
 
Lucimara Pires Martins
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas