Sobre a SPAnet

A REDE PAULISTA DE ASTRONOMIA - SÃO PAULO ASTRONOMY NETWORK (SPAnet) é uma aliança entre universidades, instituições e profissionais para impulsionar a Astronomia e o desenvolvimento de Instrumentação Astronômica de São Paulo. Seu objetivo é coordenar ações que contribuam para:

a) aumentar a visibilidade nacional e internacional da Astronomia paulista,
b) promover a educação científica de nossa sociedade e
c) trazer contribuições cientifico-tecnológicas e econômicas através de um vigoroso programa de instrumentação científica, envolvendo a  investigação do Universo em todas as frequências do espectro eletromagnético, do rádio ao raios-gama, através de grandes projetos, tais quais o LLAMA, o ASTRI  MINI-ARRAY (Precursor do grande Observatório de  Raios-Gama  - CTA: Cherenkov Telescope Array ) e o GMT.

Motivação
A  SPAnet (Rede Paulista de Astronomia) foi concebida com base nos seguintes pontos:

1- A Astronomia é uma ciência que tem demonstrado potencial de descobertas de grande relevância e a participação em projetos de novos telescópios e arranjos de telescópios de grande porte, sensíveis a todas as frequências do espectro eletromagnético, desde o rádio até o raio-gama, irá fornecer à comunidade paulista ferramentas importantes para o estudo do Cosmos.

2- A participação do Estado de São Paulo no GMT (Giant Magellan Telescope), LLAMA (Large Latin American Millimetric and sub-millimetric Array), ASTRI Mini-Array, CTA e outros projetos irá consolidar a internacionalização de nossa Ciência e em particular da Astrofísica, Cosmologia e Astro-partículas nacionais,  expandindo sua visibilidade e sua atuação por meio  de intercâmbio com instituições de nível mundial.

3- A construção de equipamentos de pesquisa de vanguarda possibilitará o desenvolvimento de tecnologia de ponta, e a participação em grandes projetos internacionais permite o acesso a novas tecnologias.

4- A indústria brasileira terá a oportunidade de participar da construção dos telescópios GMT, LLAMA, ASTRI Mini-Array e CTA e seus acessórios, bem como da infraestrutura associada.

5- A participação em grandes projetos permitirá ainda  a formação das novas gerações de cientistas e a consolidação das atividades acadêmicas,

6-  Projetos de pesquisa recentes em Astronomia, tais quais SOAR (SIFS, STELLES e BTFI), Gemini, LLAMA, J-PAS, CTA Mini-Array, T-80-sul, ABRAS, GMT, SOUTH-POL, Laboratorio de Astro-química contam com a liderança  de pesquisadores do Estado de São Paulo.

7- Novos projetos em Astronomia que venham a ser aprovados pela FAPESP ou por outras agências deverão se inserir nesta rede.

8- A Rede prevê ainda intensa sinergia com outras áreas da Fisica, como Cosmologia e Fisica de Partículas, Altas Energias, Plasmas, etc., intensificando assim a cooperação científica nacional e internacional.

--------

COORDENADORES:

Laerte Sodré Jr. (IAG) - Coordenação Geral

Adriana Valio (UMack) - Coordenação Científica

Gustavo Rojas (UFSC) - Coordenação de Educação e Difusão

Claudia Mendes de Oliveira (IAG) - Coordenação de Instrumentação

João Braga (INPE) - Coordenação Acadêmica

Lucimara Pires Martins (UNICSUL) - Coordenação de Comunicação