Doutorado: Investigação de Depósitos Auríferos no Quadrilátero Ferrífero, MG, Por Meio da Análise de Dados HTEM

Data: 
11/06/2021 - 14:00
Local: 
Transmissão online


Defesa de tese de doutorado
Aluno: Marco Antonio Couto Junior
Programa: Geofísica
Título: Investigação de Depósitos Auríferos no Quadrilátero Ferrífero, MG, Por Meio da Análise de Dados HTEM

Comissão Julgadora:
Prof. Dr. Jorge Luís Porsani - IAG/USP - por videoconferência
Dr. Dionísio Uendro Carlos - Vale - por videoconferência
Prof. Dr. Oderson Antonio Souza Filho - CPRM - por videoconferência
Profa. Dra. Adalene Moreira Silva - UnB - por videoconferência
Prof. Dr. Cassiano Antonio Bortolozo - Cemadem - por videoconferência
 
 
Resumo
O efeito de IP aéreo (AIP) tem sido tema de grande interesse na comunidade geocientífica internacional, com evidências cada vez maiores sobre sua importância para definir melhor os modelos de resistividade elétrica em levantamentos eletromagnéticos aéreos no domínio do tempo. Suas implicações são significativas no mapeamento geológico e na exploração mineral, em particular, mineralizações em sulfetos metálicos. No entanto, no Brasil, estudos sobre este tema são escassos ou praticamente inexistentes. Nesta pesquisa, abordou-se a aplicação do AIP em dados eletromagnéticos no domínio do tempo voados por helicóptero (Helicopter Transient Electromagnetic - HTEM) sob o Greenstone Belt Rio das Velhas, na região do Quadrilátero Ferrífero (QF), MG. O trabalho focou na modelagem dos dados HTEM considerando-se o efeito AIP e sua potencialidade em identificar zonas favoráveis às mineralizações auríferas. Para isso, utilizou-se um método inovador de reparametrização do modelo de Cole-Cole, denominado ângulo de fase máxima, combinado com um esquema de inversão robusta adaptado para um algoritmo 1D com vínculos laterais. Os resultados foram apresentados tanto para modelos sintéticos, quanto para dados reais, visando a validação da metodologia. Para verificar a aplicabilidade nos dados do QF, adquiridos com um sistema AeroTEMHD, um estudo de caso na região da Mina de Lamego foi conduzido, indicando a aplicabilidade de AIP nestes dados. Os resultados mostraram que um horizonte de filitos carbonosos foi identificado, ainda que num ambiente 3D complexo, servindo como guia estrutural e litológico para mineralização de ouro. A metodologia foi estendida para averiguar sua aplicabilidade em escala regional, na região de Roça Grande, arredores do município de Caeté. Os resultados foram integrados a dados aeromagnéticos e indicaram que uma cobertura de alteração de unidades máficas pode afetar significativamente os dados nos early-times. Ainda assim, corpos polarizáveis mais profundos foram identificados em zonas de formações ferríferas bandadas, estruturalmente condicionadas em áreas de potencial aurífero, mostrando que o AIP pode ser também aplicável em escala regional.
Palavras-chave: HTEM, IP, AIP, Exploração Mineral, Mineralização de ouro, Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais