Mestrado: Ensino híbrido: uma proposta para a abordagem das Leis de Kepler no Ensino Médio

Data: 
30/03/2020 - 14:00
Local: 
TRANSMISSÃO ONLINE


Defesa de dissertação de mestrado
Aluno: Emerson José Dias de Araujo
Programa: Mestrado Profissional em Ensino de Astronomia
Título: “Ensino híbrido: uma proposta para a abordagem das Leis de Kepler no Ensino Médio”

Comissão Julgadora:
Profa. Dra. Elysandra Figueredo Cypriano - IAG/USP
Prof. Dr. João Augusto Mattar Neto – PUC/SP
Prof. Dr. Ivã Gurgel – IF/USP
 
 
Resumo
Neste trabalho apresentamos o produto educacional para o ensino das Leis de Kepler e da Gravitação Universal, na modalidade de ensino híbrido. As aulas são compostas por momentos presenciais, no ambiente escolar e momentos online, nos laboratórios da escola e na forma de tarefa de casa.
Para isso desenvolvemos um Ambiente Virtual de Aprendizagem utilizando o EDMODO. As aulas foram planejadas de forma a explorar o uso de diversos recursos tecnológicos e didáticos com o objetivo de atender às características dos jovens estudantes do Ensino Médio, que nasceram e convivem imersos na tecnologia. O formato do produto educacional busca atender aos Três Momentos Pedagógicos (3MPs), inspirados em Paulo Freire, constituídos pela Problematização, Organização e Aplicação do Conhecimento. A problematização ocorre através da contextualização histórica com o uso de uma história em quadrinhos. A Organização do Conhecimento sobre as Leis de Kepler e a Gravitação Universal é realizada por meio de simuladores e a Aplicação do Conhecimento ocorre através do desenvolvimento de uma atividade que explora a coleta e análise de dados, nos moldes da metodologia científica utilizada na Astronomia moderna.
O produto educacional foi aplicado em uma turma do 1º ano do Ensino Médio de uma escola técnica estadual. Os resultados revelaram que a conciliação do ensino híbrido com a metodologia dialógica dos 3MPs foram importantes para alcançar aulas que favoreceram a autonomia dos alunos, a mediação do professor, bem como a interação e a colaboração entre os alunos durante as aulas presenciais e online. O grupo de alunos teve baixa participação nas aulas online, mas demonstrou engajamento no uso da tecnologia e na participação em atividades diversificadas. O ensino híbrido mostrou-se interessante para o acompanhamento dos alunos e identificação de defasagens durante o aprendizado.
Palavras-chave: Ensino de Astronomia. Ensino Híbrido . Leis de Kepler. Gravitação Universal.