Mestrado: Caracterização de contaminação por hidrocarboneto creosoto utilizando os métodos GPR e Eletrorresistividade

Data: 
16/04/2021 - 14:00
Local: 
Transmissão online


Defesa de dissertação de mestrado
Aluno: Túlio Cordeiro Bicudo
Programa: Geofísica
Título: Caracterização de contaminação por hidrocarboneto creosoto utilizando os métodos GPR e Eletrorresistividade

Comissão Julgadora:
Prof. Dr. Jorge Luís Porsani - IAG/USP - por videoconferência
Prof. Dr. Welitom Rodrigues Borges - UnB - por videoconferência
Prof. Dr. Sergio Junior da Silva Fachin – UFMT - por videoconferência
 
 
Resumo
Nesta pesquisa foi feita a detecção e caracterização de uma contaminação por hidrocarboneto creosoto através da utilização dos métodos Ground Penetrating Radar (GPR), Eletrorresistividade (ER) e Eletrorresistividade com Acoplamento Capacitivo (RC). Os dados foram coletados sobre uma área contaminada onde funcionou por décadas uma usina de preservação de madeiras que utilizada como produto químico principal o óleo creosoto. O óleo creosoto era utilizado nos dormentes de madeira por causa do seu poder inseticida e fungicida que aumenta muito a durabilidade dos dormentes que eram usados para a construção de linhas férreas no estado de São Paulo. O óleo era armazenado em tanques aéreos e o processo de impregnação dos dormentes era feito dentro de grandes auto-claves no próprio local. Os levantamentos GPR foram feitos com antenas de 200, 270, 400 e 900 MHz de maneira a se produzir tanto perfis únicos caracterizando um imageamento 2D quanto um modelo GPR pseudo 3D. Foram feitas aquisições com a técnica CMP para se gerar um modelo pseudo-3D de constante dielétrica de uma região em específico que engloba a posição de uma das antigas auto-claves. Uma análise espectral nos dados GPR foi feita para que os resultados pudessem auxiliar na detecção das plumas de contaminação. Tanto com o método GPR quanto para os métodos ER e RC foram feitas as aquisições sobre três linhas pré-definidas chamadas de linha de background, linha central e linha lateral. Os métodos GPR, ER e RC permitiram tanto a detecção como a estimativa da forma e do volume das plumas de contaminação. Os levantamentos com o método RC se deram não só sobre as três linhas mencionadas, mas também sobre um grid, o qual proporcionou a geração de um modelo de resistividade elétrica pseudo-3D para estimativa de forma e volume das plumas de contaminação. Todos os dados dos métodos geofísicos foram acompanhados de experimentos em laboratório para dar maior confiabilidade nas interpretações. Os resultados sugerem que a contaminação sofre um processo de biodegradação por bactérias que se alimentam de hidrocarbonetos.
Palavras-chave: Contaminação, GPR, Eletrorresistividade (ER), RC, Biodegradação, Creosoto