Muitas Moradas para a Vida: considerações da Astrobiologia sobre a Habitabilidade

Data: 
13/06/2019 - 12:00 - 13:00
Local: 
Auditório Prof. Dr. Paulo Benevides Soares

Muitas Moradas para a Vida:c considerações da Astrobiologia sobre a Habitabilidade

 

Amancio Cezar Santos Friaca

IAG-USP

 

A Habitabilidade é um dos eixos da Astrobiologia, uma das mais fascinantes fronteiras da ciência, que busca compreender a origem, evolução, distribuição e futuro da vida no universo. A habitabilidade é o potencial de um local para o surgimento e manutenção da vida. Em geral, esse local é um planeta, mas pode se tratar de uma região da Galáxia ou mesmo do Universo como um todo. A habitabilidade de um local depende da presença de um biossolvente, em geral a água, da disponibilidade de elementos biogênicos, como carbono e nitrogênio, e da existência de uma fonte de energia, seja estelar seja geofísica, atuante por longos períodos de tempo. Três fatores contribuíram para formar um cenário otimista da habitabilidade cósmica: a descoberta dos exoplanetas (planetas em torno de outras estrelas); o desenvolvimento da astroquímica, que revelou que a água e o carbono orgânico são abundantes no universo; e o reconhecimento dos extremófilos, que são organismos que prosperam em ambientes antes considerados letais. Assim, há muitas  moradas para a vida no Cosmos.