Palestra: Ondas de calor e mortalidade de idosos: Projeções para o Brasil nos cenários das mudanças climáticas (USP 60+)

Data: 
21/10/2020 - 13:00
Local: 
Transmissão online

 

A palestra será proferida pela meteorologista Fernanda Diniz, doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Meteorologia do IAG/USP.
 
Resumo: Não há mais dúvidas que as mudanças climáticas estão ocorrendo como resultado do acúmulo de gases do efeito estufa na atmosfera, decorrentes principalmente de emissões antrópicas. As mudanças climáticas podem afetar a saúde de diferentes maneiras, e uma delas é pelo aumento da frequência e intensidade das ondas de calor. O Brasil é um dos países que vem apresentando nos últimos anos aumento no número de dias com ondas de calor em seus diferentes estados, afetando principalmente a saúde da população mais sensível, como é o caso dos idosos. Os idosos são mais vulneráveis ao calor devido aos mecanismos termorregulatórios disfuncionais, desidratação, medicamentos e doenças que envolvem os sistemas que regulam a temperatura corporal, como doenças respiratórias e cardiovasculares. Projeções mostram que no futuro haverá o aumento da população idosa em áreas urbanas no Brasil, assim como o aumento da frequência e intensidade das ondas de calor devido às mudanças climáticas. Além das projeções das ondas de calor e população idosa para o futuro próximo (2030-2050) e futuro distante (2079-2099), nesta palestra também serão apresentadas as projeções do número de óbitos de idosos associados às ondas de calor no futuro no Brasil, que poderá ser de até 10 mil mortes a cada 100 mil habitantes por ano, caso não tenhamos nenhum tipo de adaptação, ou poderá ser de 1000 mortes a cada 100 mil habitantes por ano, caso estejamos adaptados às ondas de calor. As principais intervenções adaptativas também serão apresentadas nesta palestra.  
 
 
O ciclo de palestras "Meteorologia e Mudanças Climáticas" é realizado mensalmente pelo Departamento de Ciências Atmosféricas do IAG, dentro do programa "USP 60+". Durante o período de isolamento social, as palestras serão realizadas de forma online, com perguntas enviadas via chat nas plataformas de transmissão.
 
 
YouTube:
 
Facebook: