Métodos Geofísicos

-Sismologia e Sísmica

Terremoto e explosões artificiais geram ondas que atravessam a terra , com diferentes velocidades, sofrendo reflexões e refrações . o estudo da velocidade e caminho dessas ondas permite conhecer a estrutura interna da terra, e estruturas pequenas dentro da camada mais superficial (crosta) que podem conter recursos minerais geradora de petróleo.

                                                 

Entre outras analises também  obtém-se informações sobre a localização precisa do terremoto, a sua profundidade, a energia liberada, o mecanismo gerador do abalo e o meio que as ondas percorreram para chegar até o sensor que as detectou.

 

                                

 

            

-Geofísica Nuclear.

Gamaespectrometria

Decaimento radioativo dos elementos  U, Th e K nas rochas, tem como objetivo encontrar reservas de U e Th e tipos diferentes de rochas, utiliza-se aviões com expectores de massas portáteis para prospecção mineral.

          

-Gravimetria

 

                                       

 Um exemplo de modelo de altura geoidal com grande exagero vertical, para ressaltar as deformações desta superfície

 

Realiza trabalhos de campo em escala regional para a coleta de dados gravimétricos, efetua processamento para redução de observações, homogeneização e armazenamento de dados gravimétricos, visando à representação do campo de gravidade da Terra e suas aplicações diversas, tais como coleta de dados da aceleração da gravidade com altíssima precisão (1 parte por milhão, costumeiramente) . Essas variações de aceleração são causados por pequenas variações da massa produzidas por depósitos minerais, petróleo , água rocha vulcânica, etc..

                                    

 

 

 

-Campo magnético da Terra e o Paoleomagnetismo.

O campo magnético da Terra inverte sua polaridade ao longo do tempo e o padrão de cada época fica registrado como um magnetismo fóssil nas rochas. Através de instrumentos sensíveis, é possível determinar a intensidade e direção de magnetização das rochas coexistindo modelos ricos em magnetita e ferro que apresentam magnetização muito forte que é usado na identificação  de depósitos minerais e como consequência a sua prospecção.

Algumas dessas rochas guardam a magnetização da terra de quando ela foi fundida, e o estudo dessa magnetização auxilia a entender como os continentes se moveram no passado, essa ciência é conhecida como paleomagnetismo.

                               

                            

-Geotermia

Realiza estudos teóricos e experimentais sobre a distribuição de temperatura e os processos de transferência de calor no interior da Terra e da sua influência sobre os processos geodinâmicos externos. Estes estudos fornecem importantes informações para o estudo da estrutura da Terra e para a busca de hidrocarbonetos, auxiliando também na área de energia geotérmica.

 

-Instrumentação Geofísica

Projeta, desenvolve e aperfeiçoa equipamentos para aquisição de diversos tipos de dados geofísicos. 

 

 

             

Utilizando instrumentações geofísicas                                            Gravímetro

Esta área é de grande importância para a Geofísica por permitir a produção e aferição de equipamentos a nível nacional.

                                      

Métodos Elétricos e Eletromagnéticos

São utilizados quando se deseja investigar variações nas propriedades eletromagnéticas (a resistividade elétrica, a permissividade elétrica e a permeabilidade magnética) dos materiais que se encontram abaixo da superfície terrestre. Essas variações podem ser causadas por corpos geológicos que ocorrem naturalmente abaixo da superfície (por exemplo, mineralizações e camadas aqüíferas), como também por materiais introduzidos pelo homem na subsuperfície (poluentes, dutos metálicos ou plásticos e artefatos arqueológicos, entre outros).

A prospecção elétrica recorre ao uso de uma grande variedade de técnicas, cada uma delas baseada numa diferente propriedade ou característica dos materiais do solo.

-Eletroresistividade

Este método produz informação sobre as camadas, ou corpos, que tenham anomalias na sua condutividade elétrica. O método resistivo é usado, sobretudo em estudos de águas subterrâneas.

-Potencial Espontâneo

É usado para detectar a presença de certos minerais que, reagindo com eletrólitos presentes no solo, dão origem a potenciais eletroquímicos. Um corpo sulfuroso que esteja mais oxidado na sua superfície superior que na inferior, originará um potencial elétrico que será detectável por galvanômetros dispostos à superfície.

-Polarização Induzida

Este método permite diagnosticar a ocorrência de trocas iônicas que se processam na superfície dos grãos metálicos. Ele é usado principalmente na exploração de sulfuretos.

-Magnetotelúrico

Usa as correntes naturais da terra (campos magnéticos alternos) que induzem correntes (e por sua vez novos campos magnéticos) quando atravessam os materiais condutores presentes no solo.

-Eletromagnéticos

Como o nome indica este método baseia-se na propagação de campos eletromagnéticos de baixa frequência, quer acima, quer abaixo da superfície. É muito usado na exploração mineral (os detectores de metais usam este método).