Sete das 10 maiores temperaturas já registradas na Estação Meteorológica do IAG-USP ocorreram em 2014

A Estação Meteorológica do IAG-USP está em operação desde 1933. Fizemos um levantamento das dez maiores temperaturas já registradas na Estação Meteorológica e tivemos um resultado interessante:
  1. 03/01/2014 21:00 36,1°C
  2. 01/02/2014 21:00 36,1°C
  3. 03/01/2014 15:00 36,0°C
  4. 31/10/2012 15:00 35,9°C
  5. 31/10/2012 14:00 35,8°C
  6. 31/10/2012 21:00 35,8°C
  7. 01/02/2014 15:00 35,6°C
  8. 07/02/2014 15:00 35,6°C
  9. 07/02/2014 21:00 35,6°C
  10. 08/02/2014 15:00 35,6°C
Das dez maiores temperaturas já observadas na Estação Meteorológica do IAG-USP, sete ocorreram em 2014. Contabilizamos 58 registros de temperaturas acima de 35,0°C. Alguns desses registros são do mesmo dia, como no dia 31/10/2012, quando registramos 35,8°C às 14h, depois 35,9°C às 15h e novamente 35,8°C às 21h.  Desses 58 registros de temperatura elevada, 31 ocorreram no século 21. 
 
Como é feita a medição
A observação de temperatura máxima do ar é feita utilizando o termômetro de máxima temperatura. Este termômetro indica a maior temperatura do período em que ficou exposto. O termômetro de máxima temperatura possui um estrangulamento em seu capilar, próximo ao bulbo. À medida que a temperatura sobe, o mercúrio expande e avança pelo capilar. Quando a temperatura cai, esse estrangulamento impede que o mercúrio recue. Dessa forma, esse instrumento indicará a maior temperatura do período que ficou exposto.
 
Para que ele volte ao valor da temperatura ambiente, depois de um tempo exposto, deve ser chacoalhado. Ou seja, seu funcionamento é idêntico ao dos termômetros médicos tradicionais, mas possui uma escala de valores de acordo com aqueles observados na atmosfera terrestre.
 
Figura 1 - Termômetro de Máxima [em cima] e termômetro de mínima [embaixo]. Esses termômetros estão instalados no interior do abrigo meteorológico da Estação Meteorológica do IAG-USP.
 
Figura 2 - Close no capilar do Termômetro de Máxima, bem próximo ao bulbo, onde nota-se o estrangulamento. Fonte: Wikimedia Commons
 
Na Estação Meteorológica do IAG-USP, são realizadas cinco verificações do termômetro de máxima temperatura, nos seguintes horários: 
- 7:00 - o instrumento indica o maior valor entre 0:00 e 7:00 da manhã;
- 14:00 - o instrumento indica o maior valor entre 7:00 da manhã e 14:00; 
- 15:00 - o instrumento indica o maior valor entre 14:00 e 15:00; 
- 21:00 - o instrumento indica o maior valor entre 15:00 e 21:00
- 0:00 - o instrumento indica registra o maior valor entre 21:00 e 0:00. 
 
O maior valor de um determinado dia é o maior valor dentre todos esses cinco registrados. Duas das medições são feitas em horários próximos – às14h e às 15h – porque a máxima temperatura do ar normalmente ocorre logo após o horário em que o Sol está em sua altura máxima com relação ao horizonte.
 
Temperatura mínima
Já o termômetro de mínima temperatura (também mostrado na Figura 1) mede a menor temperatura do dia, o que normalmente ocorre no final da madrugada.
 
Esse termômetro possui um capilar contendo álcool e também um indicador móvel em forma de haltere. Devido à força de tensão superficial, esse haltere acompanha o movimento do álcool sempre que a temperatura diminui. Quando a temperatura sobe, o haltere fica retido indicando sempre o menor valor atingido no intervalo em que o termômetro de mínima ficou exposto. Após a leitura, o termômetro de mínima deve ser levemente inclinado, para forçar esse haltere a encostar-se no nível máximo de álcool (chamado de “menisco”). Um detalhe importante é que o termômetro de mínima possui um bulbo duplo, o que permite uma área de maior contato com o ar ao redor, facilitando a medição.
 
A maior temperatura mínima já observada pela Estação Meteorológica do IAG-USP aconteceu em 12 de novembro de 2013, quando a menor temperatura registrada no dia foi de 23,6°C. A temperatura mínima de um dia geralmente ocorre durante o intervalo entre 0:00 e 7:00.
 
Texto de Samantha N.S. Martins Almeida, meteorologista da Estação Meteorológica do IAG.